Câmara aprovou texto básico da previdência. Frota foi o único entre 513 deputados a se abster.

 

  • Mais uma trairagem do Frotinha

A Câmara aprovou texto básico da previdência. Frota foi o único entre 513 deputados a se abster.

Portanto, temos mais uma vergonha para seu longo currículo de trairagens ao partido que o elegeu.

Ao se abster, ele e foi o único da bancada do PSL a não votar favorável a reforma da Previdência na votação em 2º turno na Câmara dos Deputados.

Porém Frota tem contra si um processo de ética em seu partido. Pelas inúmeras vezes em que atuou contra o governo e colegas. Espera-se que ocorra a expulsão.

 

  • Dinâmica e contagem dos votos

Foram 370 votos a favor, 124 contra e uma abstenção (do Frota). No 1º turno foram 379 votos favoráveis a 131 contrários.

E foram mais de 6 horas de discussões. Antes, a maioria dos deputados aceitou acelerar a votação.

Assim, derrubaram a necessidade de se cumprir um intervalo mínimo de cinco sessões entre as votações do primeiro e segundo turnos.

Os deputados também derrubaram um pedido da oposição para tirar a proposta da pauta, e aprovaram um requerimento para encerrar as discussões e partir para a votação.

Assim que for promulgada, quase todas as mudanças da reforma passam a ser aplicadas imediatamente, incluindo a idade mínima e o novo cálculo do valor da aposentadoria.

 

 

 


 

IRAN PORÃ MOREIRA NECHO (15/11/1970), é católico apostólico romano, advogado formado na Universidade Mackenzie, com extensão em Samford-EUA, atuou como advogado interventor em Liquidações Extrajudiciais pelo Banco Central, foi membro do Tribunal de Ética do OAB/SP (acusação), foi membro do  Comissão de Defesa do Consumidor da OAB/SP, sócio no escritório de advocacia Moreira Necho e Santos Couto Advogados, presidente do IBRIM – Instituto Brasileiro Imobiliário e fundador do Movimento Direita Livre, em 2013.

 


 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: